Paralizada a tala do bosque de Hambach

A zona de Renania, onde se atopa o bosque de Hambach, leva desde o ano 1978 ameazada por um projeto de megaminaria a ceo aberto impulsada pola companhia RWE. Esta exploraçom de lignito pouco a pouco vai-se expandindo e acabando co bosque do lugar. É a maior exploraçom de minaria a ceo aberto da zona e conta com 3 minas onde se extraem cerca de 100 toneladas de lignito ao ano. Também contam com 5 plantas energéticas onde queimam carbom para produzir enregia. Esta exploraçom gera moita contaminaçom liberando polvo fino, metais pesados, moito CO2, elementos radioativos e outros contaminantes. Para evitar a inundaçom das minas baixarom o nivel da auga do lugar até os 500 metros, o que leva a grandes consequências negativas para a natureza. Ademais, para poder seguir com a mina, moita gente é obrigada a desprazar-se. 

Resistência

Desde há seis anos que há práticas de resistência a expansom da mina. Tenhem lugar no bosque por parte de moitas ativistas que fam fronte a travês de campamentos, manifestaçons ou práticas de sabotagens e açons diretas. O hostigamento policial é constante desde entom chegando várias pessoas a ser detidas e encarceradas, e som constantes os despejos e re-okupaçons do território.

O passado 13 de setembro, o consórcio energético RWE, começou a desaloxar parte do bosque ocupado. A comunidade de ativistas resistia a través de mais de 60 casetas construidas nas árbores. Desde entom as últimas semanas forom intensas na zona com intentos de despejo por parte da polícia, cum destacamento de 3500 efetivos. Também tiverom lugar manifestaçons massivas de cerca de 8000 pessoas que se achegarom a intentar parar o despejo. Um jornalista morreu ao caer dumha árbore desde 20 metros mentres cubria os feitos.

O día 5 de outubro o Tribunal Administrativo Superior, a traves dum recurso do BUND, alianza polo medio ambiente e a conservaçom da naturaleza em alemanha, anunciou o cese da tala do bosque obtendo assim umha pequena vitória a comunidade ativista.

A loita nom cesa

A pessar da paralizaçom temporal da tala a luita contra o lignito nom cesa. Ativistas chamam a defender o bosque e a realizar açons descentralizadas a partir do 13 de outubro no distrito de Renania.

Deixa un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.