[Compostela] Crónica da manifestaçom solidária coa Insumisa

Ao redor de 170 pessoas recorrerom as ruas de Compostela ao berro de «A Insumisa nom se merca». O que em principio foi umha concentraçom na praça 8 de março acabou convertendo-se numha manifestaçom polas ruas da cidade. Pouco a pouco ia-se achegando a gente e começava a berrar consignas como «10 100 1000 centros sociais» ou «Se tocam a umha tocam-nos a todas» e também outros berros contra a Marea Atlántica, Xulio Ferreiro ou Rocío Fraga, reponsáveis do despejo e da violência policial.

Ao sair da praça a manifestaçom percorreu as ruas de virxe da cerca até a praça da galiza, baixou polo horreo e chegou a rua santiago de guayaquil onde se fixo umha parada na sede de En Marea. Neste ponto pendurou-se umha faixa co lema «A insumisa nom se merca».

Seguiu o percorrido e rematou na praça do toural com berros de «Okupa e resiste» e «Um desalojo outra okupaçom». O final animou-se a gente a acoder a manifestaçom convocada para amanha às oito no obelisco da corunha.

A um ano do despejo do Escárnio e maldizer segue viva a defesa da okupaçom em compostela.

Deixa un comentario